Banco de genomas de microrganismos é promessa de novas tecnologias de controle

Agrivalle em parceria com o Instituto Senai de Inovação em Biossintéticos – SENAI CETIQT realizou o estudo de duas linhagens de bactérias e, este ano, pretende estudar cerca de mais 15 dentro de um projeto que promete ampliar ainda mais as informações do banco de microrganismos.

i390746

Agrivalle realizou um estudo em parceria com SENAI CETIQT para o sequenciamento, montagem e anotação de duas linhagens de bactérias. Este é um fragmento de um projeto ainda maior que tem como principal objetivo ampliar o conhecimento genético do banco de culturas da empresa.

“Podemos imaginar os microrganismos como um dispositivo que possui código-fonte com uma  infinidade de informações e, quando estudadas, faz com que a gente compreenda melhor como ele funciona e quais são características que não conhecíamos, e que podem nos levar à novas rotas de atuação de microrganismos. Através destas informações também conseguimos compreender mecanismos de ação e desenvolver novas tecnologias, bem como outras possibilidades de aplicação biotecnológica de um determinado microrganismo”, explica Iron Amoreli, pesquisador da Agrivalle.

O projeto tem grande importância, por seu potencial de geração, visualização e aplicação da informação genética. Uma vez que é possível ter as informações do genoma completo de certa bactéria, constitui-se um banco genômico mais bem consolidado de tal maneira que, quando necessário, o pesquisador pode acessar estas informações para criar e delinear soluções para o campo de forma mais eficiente.

Velocidade é a principal palavra que este estudo permitirá. Ao observar uma característica de uma praga ou doença e, já se tendo informação potencial sobre o que poderia controlá-la, basta buscar no banco de culturas o que há de microrganismos estudados que podem apresentar a combinação ideal para a solução e realizar testes mais ágeis na fase de prospecção de ativos.

“Ganhamos velocidade e ganhamos vazão. Este tipo de triagem de características do potencial biotecnológico facilita muito quando vamos desenvolver uma nova prova de conceito, produto ou solução, além dos novos insights. Afinal, olhar mais de perto a cadeia completa de DNA de uma bactéria e microrganismo pode ser a chave para a descoberta de características que, sem este estudo, talvez nunca poderíamos saber. Além disso, a informação genômica abre um campo de exploração nas áreas de edição gênica e Biologia Sintética, que são territórios de inovação que a empresa está desenvolvendo”, explica Isabella Kitano, pesquisadora da Agrivalle.

A grande importância e relevância da triagem completa de DNA é a informação. Ao todo a Agrivalle já possui o genoma de 6 microrganismos, mas tem planos de expansão, através de parcerias como a realizada com o SENAI CETIQT, para criar uma plataforma e expandir de forma rápida e mais otimizada a informação genômica do banco. E, por isso, a meta é de que nos próximos 1 a 2 anos sejam quadruplicados os números de genomas.

Como explicado por Iron, o sequenciamento hoje em dia é muito mais simples de ser feito,  seguido de sua montagem, anotação em banco de dados e publicação científica. O que leva mais tempo são as etapas de bioinformática, compreendendo a montagem e anotação. Um perfil completo de uma bactéria pode levar por volta de 6 meses para ser concluído. “E por isso, em nossa nova etapa do projeto, que está em andamento, teremos acima de 15 linhagens em rotas de sequenciamento para serem estudadas nos próximos meses”, finaliza.

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com